Páginas

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Escolha de candidatos

De um lado os Partidos usam artimanhas engenhosas, mirabolantes e criminosas para ludibriar Eleitores em época de eleição.

Do outro lado algumas Instituições e igrejas ensinam os Eleitores maneiras infantis, insuficientes e ultrapassadas para escolher Candidatos.

No final já sabemos quem sai ganhando este embate que nada muda para melhor!

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Tempos difíceis

Estamos num tempo desconcertante, onde se anunciam que: 
* Deus é distante, fraco e mal. 
* O Humanidade é poderosa por si mesma.
* O Demônio é legal e bonzinho.
* O Homem pode ser Mulher e Mulher pode ser homem.
* Bandidos são vítimas e Vítimas são culpadas, Aborto é saúde, Drogas é remédio, Honestidade é para burros. Roubar é dignidade...

Vigilia pro vida pide cierre de conocida clínica de aborto en Madrid

MADRID, 23 Sep. 16 / 01:17 pm (ACI).- Más de cien personas se concentraron el jueves 22 de septiembre en la puerta del abortorio Dator, una de los abortorios más importantes de Madrid (España), para realizar una vigilia a favor de la vida.

Con esta concentración, organizada por HazteOír, se pretende “mostrar la tragedia del aborto” por eso dispusieron decenas de ataúdes blancos en la entrada de la clínica, en recuerdo de los 100 mil niños que se abortan cada año en España.

Los manifestantes también portaban carteles con lemas como “fuera Dator. Cierra la Dator”, “Barrio libre de pena de muerte: Dator no”, o “Abortorios en mi barrio NO”.



Fonte: ACI Prensa

Mudança de sexo é desordem mental, diz psiquiatra


Dr. Paul R. McHugh, ex-chefe da ala de psiquiatria do famoso Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, estado americano de Maryland, afirmou que a mudança de sexo é biologicamente impossível:  “A cirurgia não transforma o homem em mulher ou vice-versa.  Pelo contrário, eles se transformam em homens feminizados e mulheres masculinizadas”. O médico disse ainda que as pessoas que promovem tal cirurgia estão colaborando e promovendo uma desordem mental.

Dr. McHugh salientou que “os legisladores e os meios de comunicação prestam um desfavor ao público e às pessoas transgêneras tratando suas confusões como um direito que precisa ser defendido e não como um transtorno mental que necessita de compreensão, tratamento e prevenção”.[1]

O Hospital Johns Hopkins, na década de 1960, foi o primeiro centro médico americano a se aventurar em uma “cirurgia de redesignação sexual –SRS”.

Neste hospital trabalhava o Dr. John Money que ficou famoso pelo fracasso da primeira tentativa de comprovação da “teoria de gênero” que culminou com o suicídio do jovem Bruce-Brenda-Davi (seus três nomes, como homem, mulher e homem!). O caso foi narrado pelo “Le Figaro”  de Paris, em 31 de janeiro de 2014 e comentado por este site. [2]

Dez anos após, McHugh e outros especialistas  fizeram estudos e se convenceram de que a “cirurgia de redesignação sexual –SRS”  contribuía mais para desenvolver problemas de desordens mentais em vez  de tratá-los. Assim, o programa SRS na Universidade Johns Hopkins foi interrompido. [3]

Outro estudo realizado em 2011 pelo Instituto Karolinska, na Suécia, revelou que 10 anos após a cirurgia os pacientes apresentam crescentes dificuldades mentais. O que é mais chocante ainda, conforme o estudo, é que o índice de suicídios é 20 vezes superior entre as pessoas que se submeteram à cirurgia do que entre a população normal.

Leia mais aqui

Fonte: Lepanto

Monarquia. São Venceslau, o príncipe santo

Governou com tanta justiça e brandura que com pouco tempo conquistou o coração do povo que o amava e por ele era concretamente amado

O santo que nos ensina com sua opção pelo Reino de Deus e de vida constante na luta para a santidade, é o príncipe Venceslau. Sua história se entrelaça com a vida e fé da família real. Nasceu em 907. Seu pai, Vratislau, era duque da Boêmia.

O pai e sua avó eram cristãos fervorosos, ao passo que sua mãe era uma pagã ambiciosa e inimiga da religião. São Venceslau foi educado pela avó (Ludmila), por isso cresceu religioso e muito caridoso para com os pobres, enquanto seu irmão educado pela mãe (Boleslau) tornou-se violento e ambicioso.

Com a morte do pai e pouca idade do santo herdeiro, a mãe má intencionada assumiu o governo. Sendo assim tratou de expulsar os missionários católicos. O povo revoltado, juntamente com os nobres pressionaram o príncipe para assumir o governo e com o golpe de estado Venceslau assumiu em 925.

Nos oito anos de reinado, Venceslau honrou a fama de “O príncipe santo”. Logo que assumiu o trono, tratou de construir igrejas, mandou regressar os sacerdotes exilados, abriu as fronteiras aos missionários da Suábia e da Baviera. Venceslau governou com tanta justiça e brandura que com pouco tempo conquistou o coração do povo que o amava e por ele era concretamente amado: protetor dos pobres, dos doentes, dos encarcerados, dos órfãos e viúvas. Verdadeiro pai.

Este homem que muito se preocupou com a evangelização do povo a fim de introduzir todos no “sistema de Deus”, era de profunda vida espiritual mas, infelizmente, odiado pelo irmão Boleslau e pela mãe, que além de matar a piedosa sogra – educadora do santo -, concordou com a trama contra o filho.

Quando nasceu o primogênito de Boleslau, São Venceslau foi convidado para um solene banquete onde foi pensando na reconciliação de sua família. Tendo saído para estar em oração, na capela real, foi apunhalado pelo irmão e pelos capangas dele. Antes de cair morto, São Venceslau pronunciou: “Em tuas mãos, ó Senhor, entrego o meu espírito”. Isto ocorreu em 929.

São Venceslau, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

2ª Turma nega recurso em HC contra uso de termo religioso pela acusação

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou pedido de Recurso Ordinário em Habeas Corpus (RHC 126884) no qual a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro questionava a utilização de termo de cunho religioso pelo Ministério Público. No caso, o promotor de Justiça afirmou “Deus é bom” ao fim da escolha do júri. Para a Defensoria, isso atrairia para a acusação os jurados identificados com a crença religiosa.

Para o relator da ação, ministro Dias Toffoli, trata-se de um comentário de natureza pessoal, enquadrado na liberdade de expressão, que não se traduziu na interferência de interesses confessionais na condução das atividades laicas do Ministério Público. Assim, de acordo com seu voto (leia a íntegra), não implicou na ilegalidade do tribunal do júri.

“O fato de o promotor de Justiça, finda a escolha do conselho de sentença, ter afirmado que ‘Deus é bom’ não conduz à nulidade do julgamento pelo tribunal do júri. Não se vislumbra nessa frase nenhuma vulneração ao fato de ser vedado aos agentes estatais pautarem suas atividades por motivações de ordem confessional”, afirmou o relator.

No caso em questão, houve o julgamento e condenação de Wilson Barbosa Rocha pelo homicídio de sua enteada de 12 anos. No início do julgamento, após o sorteio para a escolha do último jurado do conselho de sentença, que recaiu sobre uma mulher, o promotor usou a referida expressão “Deus é bom”.

Fonte: STF Notícias

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Testamento espiritual do Pe. Amorth: “Com Cristo ou com satanás, não existe meio termo”


ROMA, 21 Set. 16 / 05:00 pm (ACI).- Em sua última entrevista à imprensa, o exorcista Pe. Gabriele Amorth, falecido há alguns dias, deixou como testamento espiritual a seguinte frase “Com Cristo ou com satanás”.

Em uma inédita entrevista com David Murgia de TV2000, o sacerdote deixou seu testamento espiritual: “que esta frase ‘Com Cristo ou com Satanás, não existe meio termo”, fique gravada nas pessoas que tiverem a paciência para escutar-me”.

Em um vídeo publicado em Youtube, o Pe. Amorth recorda que “o diabo existe e é o principal inimigo de Deus. Deus quer levar a todas as pessoas ao paraíso e o diabo quer leva-los ao inferno”.

Deste modo ressalta que “aqueles que dizem – muitas pessoas se identificarão com esta frase–, por exemplo: ‘eu acredito em Deus, mas não sou praticante’, estão com Satanás, estão com Satanás! ”.

“Alguma vez, durante um congresso de bispos, gostaria que o cardeal que o presida tivesse a coragem de perguntar ‘levante a mão quem já fez exorcismos' e logo depois de que poucos levantassem a mão, todas deveriam estar levantadas, porque o bispo tem o poder único e exclusivo de nomear exorcistas, deveriam ser muitos”, prosseguiu.

Ao concluir, o Pe. Amorth exortou a permanecer sempre com o Senhor: “Estejam com Jesus! E recordem que não pode ser de outra maneira: quando não estamos com Jesus, estamos com Satanás”.

O Pe. Gabriele Amorth faleceu na sexta-feira, 16 de setembro, às 19h50, hora da Itália, aos 91 anos.

O religioso se encontrava há algumas semanas no hospital da Fundação Santa Luzia de Roma devido a doenças pulmonares. Chegou a realizar dezenas de milhares de exorcismos.

Outro sacerdote espanhol, Pe. José Antonio Fortea, escreveu que o Pe. Amorth sempre foi “uma luz para os outros exorcistas”, uma missão “realmente dada por Deus”.

“O Padre Amorth não era apenas mais um exorcista”, pois com “sua voz forte, vigorosa, falou com milhões de pessoas a respeito da ação do demônio”, ressaltou.

Fonte: ACI Digital

Abaixo-assinado tenta evitar que a ONU declare o "Dia Internacional do aborto seguro"

MADRI, 23 Set. 16 / 07:00 pm (ACI).- Diversos grupos abortistas pediram ao secretário geral da ONU, Ban Ki Moon, que declare o próximo dia 28 de setembro como o “Dia Internacional do Aborto Seguro". Por isso, a plataforma CitizenGo na Espanha lançou um abaixo-assinado para evitar que isto ocorra. Aproximadamente 100 mil assinaturas contra a possível medida da ONU já foram recolhidas.

Na carta que será enviada junto com o abaixo-assinado pela CitizenGO ao Secretário Geral das Nações Unidas e aos responsáveis pela ONU Mulheres, OMS, UNAIDS e UNESCO entre outros, evidenciam uma “oposição absoluta” à concessão deste dia, pois “na prática do aborto a única coisa segura é a morte de um inocente. E é muito provável o dano físico e/ou psicológico da mãe”.

Na carta também explicam que o dia 28 de setembro já foi declarado como o “Dia Internacional pela Descriminalização do Aborto”, durante o V Encontro Feminista Latino-americano e do Caribe, em 1990. “O lobby abortista já ‘comemora’ este dia”, explicam.

A plataforma recorda que, apesar da postura pessoal de Ban ki-Moon a respeito do aborto, os países que defendem e protegem a vida do nascituro “também são membros das Nações Unidas”.

Por isso sublinham que estabelecer um “Dia internacional do aborto seguro” seria “uma falta de respeito com esses países e este assunto geraria conflito e divisão”.

CitizenGO precisa que “o aborto nunca é seguro, porque sempre há uma vítima”.

Para participar do abaixo-assinado acesse:

http://www.citizengo.org/es/lf/37024-28s-dia-internacional-del-aborto-seguro


Fonte: ACI Digital

Humanos descrentes

O Demônio fez de tudo para Deus odiar a humanidade e não conseguiu. Derrotado, o Inimigo tenta convencer a humanidade a odiar a Deus... infelizmente tem conseguido êxito!

Não é fácil a luta de um justo, fiel e esperançoso.


Poucos sabem como é a luta de uma Mulher fiel que sofre as traições de seu Marido. Poucos sabem sobre as dores e calafrios de um doente esperando a cura em Deus. Poucos sabem os martírios silenciosos que passam um Jovem desejo da CASTIDADE. Poucos sabem que todos os fiéis à Doutrina de Deus são atormentados pelo Demônio para desistirem, zombando de suas caras. Entretanto também, poucos sabem que Deus não esquece de nenhum destes seus amados Filhos e que por eles batalha vinte e quatro horas por dia e não deixa nenhum sem proteção amorosa paterna.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Bispo suspende sacerdote candidato a vereador pelo Partido Comunista do Brasil


MINAS GERAIS, 22 Set. 16 / 01:30 pm (ACI).- Nesta segunda-feira, 20, a diocese de Leopoldina (MG), publicou um decreto de seu bispo Dom José Eudes Campos do Nascimento, determinando a suspensão do sacerdote Eduardo Inácio de Abreu, que se candidatou a vereador pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) na cidade de Visconde do Rio Branco (MG). O decreto afirma ainda que, caso o sacerdote não cumpra a proibição, poderia receber a pena de demissão do estado clerical conforme previsto no Código de Direito Canônico.

Diz o decreto da Diocese de Leopoldina assinado por Dom José Eudes: “Considerando a divulgação do Registro da Candidatura do Reverendíssimo Pe. Eduardo Inácio de Abreu ao cargo de vereador do município de Visconde do Rio Branco, MG, no site do Tribunal Superior Eleitoral (...) que comprova também a sua filiação ao PC do B – Partido Comunista do Brasil (...) Decretamos que o Reverendíssimo Padre está suspenso totalmente do exercício da ordem sagrada, do exercício do poder de regime eclesiástico e do exercício de qualquer ofício eclesiástico”.

Vale recordar que o Padre José Eduardo já havia sido candidato anteriormente pelo PC do B a Deputado Estadual e foi notificado no dia 10 de setembro deste ano para que no prazo de cinco dias úteis apresentasse sua desfiliação do partido e renúncia ao processo eleitoral do qual participa sob pena de suspensão.

O decreto considera que o sacerdote transgrediu o cânon 287 §2 do Código de Direito Canônico, que determina que os clérigos (sacerdotes, bispos e diáconos) não tenham “parte ativa nos partidos políticos e na direção de associações sindicais, a não ser que, a juízo da competente autoridade eclesiástica o exijam a defesa dos direitos da Igreja ou a promoção do bem comum”.
A punição se sustenta sobre o previsto no Código de Direito Canônico no seu cânon 1371 §2, que prescreve que “seja punido com justa pena: quem, por outra forma, não obedecer à Sé Apostólica, ao Ordinário ou ao Superior quando legitimamente mandam ou proíbem alguma coisa, e, depois de avisado, persistir na desobediência”.

“Assim, segundo a mente do cân. 1333 §1, o citado sacerdote está proibido de realizar todos os atos do poder de ordem e todos os atos do poder de regime, bem como está proibido de exercer todos os direitos ou funções inerentes a quaisquer eclesiásticos” conclui o decreto assinado por Dom José Eudes Campos, bispo Diocesano de Leopoldina, com data de 16 de setembro de 2016.

O descumprimento da suspensão poderia levar o padre Eduardo Abreu à pena de “demissão do estado clerical”, que é a punição prevista no Cânon 290 do Código de Direito Canônico que estabelece que o clérigo perde o estado clerical nos seguintes casos:

1° - por sentença judicial ou decreto administrativo que declara a nulidade da sagrada ordenação; 2° - por pena de demissão legitimamente irrogada; 3° - por rescrito da Sé Apostólica; esse rescrito, porém, é concedido pela Sé Apostólica aos diáconos, somente por motivos graves, e aos presbíteros por motivos gravíssimos.

A íntegra do decreto pode ser lida no site da Diocese de Leopoldina:

http://dioceseleopoldina.com/noticiasdiocese/decreto-de-suspensao-de-ordem-sagrada/

Fonte: ACI Digital

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Frutos do Socialismo. Sem berços, recém-nascidos dormem em caixas de papelão em hospital na Venezuela


Diante de uma grave crise econômica, um hospital se viu obrigado a acomodar seus bebês recém-nascidos dentro de caixas de papelão na Venezuela. Apertados em condições impróprias, eles dormem nos recipientes que, muitas vezes, são colocados sobre o chão porque não há berços. A imagem foi divulgada por um funcionário do hospital da cidade de Barcelona, no estado de Anzoátegui, em mais um retrato da escassez de itens médicos que atinge o país.

A foto correu pelas redes sociais após ter sido compartilhada pela oposição venezuelana, que trabalha em uma campanha pela saída do presidente do país, Nicolás Maduro. Segundo a rede CNN, autoridades prometeram abrir uma investigação sobre o caso.

Fonte: Gazeta do Povo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...